Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sábado, 11 Julho 2020
Muito Claro

16°C

Condeúba

Muito Claro

Umidade: 88%

Vento: 9 km/h

A Moderna Inc informou nesta segunda-feira (18) que sua vacina experimental contra a covid-19 mostrou potencial em um estudo de estágio inicial, já que produziu anticorpos neutralizadores do vírus semelhantes àqueles encontrados em pacientes recuperados, o que fez o preço das ações dispararem 25%.

"A fase provisória 1, embora em estágio inicial, demonstra que a vacinação com o mRNA-1273 produz uma resposta imune da mesma magnitude que a provocada por infecção natural", disse Tal Zaks, diretor médico da Moderna, em comunicado.

PUBLICIDADE

Oito pacientes que receberam a vacina da Moderna mostraram níveis de anticorpos semelhantes àqueles de amostras de sangue de pessoas que se recuperaram da covid-19, de acordo com resultados iniciais do estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde dos EUA.

Todos os 45 participantes do estudo receberam três doses diferentes da vacina, e a Moderna disse que viu um aumento de dependência da dose na imunogenicidade, a capacidade de provocar uma reação imune no corpo.

O WhatsApp informou nesta terça-feira (7) que adotou novas medidas para evitar o compartilhamento de informações falsas pela plataforma em meio à pandemia do novo coronavírus. Agora uma mensagem que não foi criada pela pessoa que irá reenviá-la só poderá ser encaminhada para um destinatário por vez.

Por meio de nota divulgada em seu site, o aplicativo informou que também passará a usar a sinalização de setas duplas para indicar que a mensagem recebida não foi criada por quem a enviou.

"Geralmente, as mensagens encaminhadas muitas vezes podem conter informações falsas e não são tão pessoais quanto as mensagens típicas enviadas pelos seus contatos no WhatsApp. Agora, atualizamos o limite de encaminhamento para que essas mensagens só possam ser encaminhadas para uma conversa por vez", diz comunicado.

Segundo o WhatsApp, não é ruim que os usuários encaminhem informações úteis, vídeos divertidos, pensamentos ou orações. "Entretanto, temos visto um aumento significante na quantidade de mensagens encaminhadas que, de acordo com nossos usuários, podem contribuir para a disseminação de boatos e informações falsas."

Redução do limite de reenvio em 2019

Em janeiro de 2019, o WhatsApp já tinha decidido mudar as regras de encaminhamento de mensagens. Na ocasião, caiu para cinco o total de destinatários por vez que poderiam receber uma mensagem encaminhada por alguém que a recebeu de outra pessoa.

"No ano passado, quando criamos o limite de encaminhamento para conter a disseminação de notícias falsas, ajudamos a diminuir em 25% o número de mensagens encaminhadas em todo o mundo", diz a nota.

FONTE: G1

Os Estados Unidos contabilizaram 1.169 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Os dados são da Universidade Johns Hopkins, que computou os dados nesta quinta-feira (2). O número é o recorde mundial de mortos desde o início da pandemia da Covid-19.

O número é referente a quarta-feira (1) a partir das 20h30, até às 21h30 desta quinta-feira (2), indicando o total de 5.926 mortos no país.

Já o número de infectados nos Estados Unidos, segundo a universidade é de 244.678.

FONTE: Bahia Notícias

Os Estados Unidos já é cnsiderado o novo epicentro do novo coronavírus no mundo, considerando o alto número de casos em relação ao tempo de circulação da doença no país. De acordo com a agência de notícias Reuters, já foram contabilizados 100.040 diagnósticos.

A Itália vem na sequência, com 86.498 casos, e a China ocupa a terceira posição, com 81.340 infecções confirmadas.

FONTE: Agência Brasil

O novo coronavírus não foi criado em laboratório. Segundo um estudo científico feito por pesquisadores de universidades dos Estados Unidos, Austrália e Reino Unido, e publicado na revista Nature Medicine, o vírus é resultado de evolução natural, sem engenharia humana.

A eficácia do vírus ao se ligar a células do corpo humano sugere que ele é resultado de seleção natural, segundo os pesquisadores, segundo a Exame.

“Ao comparar os dados disponíveis de sequenciamento de genoma das cadeias do vírus, podemos determinar com firmeza que o SARS-CoV-2 [como é chamado o novo coronavírus] foi originado a partir de processos naturais”, disse, em nota, Kristian Andersen, professor associado de imunologia e microbiologia do Scripps Research, centro americano de pesquisa médica sem fins lucrativos.

De acordo com a pesquisa, a estrutura molecular do novo coronavírus não seria algo feito em laboratório porque ela é muito diferente daquela vista em outras doenças do mesmo grupo. No entanto, ela tem semelhanças com vírus conhecidos que afetam morcegos e pangolins, que não seriam usados na engenheria genética.

Uma das possibilidades consideradas pela comunidade científica global é de que o novo coronavírus tenha evoluído em alguma espécie de animal (ainda não se sabe ao certo qual seria) e, então, ter feito a transição para o organismo humano.

Uma das teorias (inverídicas) de conspiração sobre o novo coronavírus era de que o vírus havia escapado de um laboratório de armas biológicas na China. Agora, a ciência mostra que, definitivamente, o coronavírus não é nada além de uma mutação, inerente aos vírus.

FONTE: Bahia Notícias

O novo coronavírus (Covid - 19) já atingiu 10 países da América Latina até o momento. A doença já afetou Brasil, Equador, México, Argentina, República Dominicana, Chile, Peru, Colômbia, Costa Rica e Paraguai. Os países tem tomado medidas para tentar conter a doença.

No último sábado (7) a Argentina registrou a primeira morte pela doença. Guillermo Abel Gómez, de 65 anos, viajou para a França e sofria de outras doenças que complicaram o quadro de saúde dele. Os casos confirmados no país são 11 até o momento, de acordo com a Agência Brasil.

O Ministério da Saúde argentino emitiu um comunicado em que pede que alunos e funcionários de colégios públicos e privados que visitaram países com casos de contaminação da doença que fiquem em casa, de quarentena, durante 14 dias. Os países citados na nota são Itália, Espanha, França, Alemanha, China, Japão, Coreia do Sul e Irã. A Universidad Nacional de La Plata, em Buenos Aires, seguindo orientação do Ministério da Saúde, também emitiu um comunicado em que solicita que alunos, docentes e funcionários da instituição que estiveram em viagem por algum dos países mais afetados pela doença permaneçam em quarentena em suas casas.

A Colômbia, nesta segunda-feira (9) registrou dois novos pacientes com a doença. O Ministério da Saúde do país, de acordo com a Agência Brasil, informou que se trata de um homem de 34 anos, residente na cidade de Buga, e uma mulher de 50 anos, de Medellín. Ambos estiveram em viagem à Espanha e têm quadros estáveis. As autoridades agora buscam localizar as pessoas que estiveram em contato com eles. No total, são três casos confirmados até o momento.

No Equador, até o momento, são 15 casos confirmados da doença. No Brasil, 25. No México, sete. No Chile, 10. A República Dominicana tem dois pacientes infectados. Costa Rica tem nove casos confirmados, Peru tem seis e o Paraguai, um.

FONTE: Bahia Notícias

Após ser convidado para fazer parte de um projeto Internacional, promovido pela Editora Mágico de Oz. O jovem poeta baiano da cidade de Condeúba Edson Silveira concretiza sua participação na Antologia infantil: “O que você pode fazer pra salvar o planeta?” Antologia bilíngue e ilustrada que será lançada ainda esse mês na cidade de Washington- EUA. O jovem admite ser um mero poeta sonhador, e com o sonho de um dia lançar seu livro infantil, não mediu esforços pra participar do projeto literário.

Nota de Pesar: Gugu Liberato, aos 60 anos

Gabrielle S Valentin 22 Nov 2019

O apresentador Gugu Liberato, como ficou conhecido Antônio Augusto Moraes Liberato de 60 anos, morreu nesta sexta-feira (22), em Orlando, nos Estados Unidos da América. O comunicador da Record TV estava internado desde quarta no hospital Orlando Health, quando sofreu uma queda em casa e bateu a cabeça. A informação foi confirmada em nota pela assessoria de imprensa de Gugu. Confira a reportagem do R7.

X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para contato@folharegionaldecondeuba.com.br.