Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quinta, 17 Outubro 2019
Parcialmente Nublado

17°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 85%

Vento: 10 km/h



Bahia reduz assaltos e explosões de bancos

Publicado por     |   07 Out 2019
  |  
Bahia reduz assaltos e explosões de bancos
Foto: Reprodução / Alagoinhas Hoje

O estado da Bahia alcançou a menor média mensal de ataques a bancos em 2019 contabilizado nos últimos seis anos. A pontuação de casos por mês passou de 22,3 em 2013, para 4,4 este ano. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia defende que a redução se deve ao trabalho integrado entre as forças de segurança estadual para a desarticulação de grupos especializados.

De acordo com o comandante de Operações da PM, coronel Humberto Sturaro, as equipes de equipes de policiamento especializado estão continuamente alinhadas e treinadas para ações deste tipo. “Mantemos o efetivo capacitado e constantemente desenvolvendo operações de combate aos crimes contra instituições financeiras”, disse.

Já o titular do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), delegado Marcelo Sansão, destacou que o trabalho em rede é o grande diferencial da segurança da Bahia. “Sempre estamos atuando em parceria não só com as nossas forças, quanto com a PF e PM de outros estados. Isso facilita na identificação dos autores de crimes que migram para outras regiões. Tudo isso tem sido muito útil para o trabalho de inteligência”.

Em relação a 2018, houve também uma queda na modalidade de crime. Nos primeiros nove meses deste ano, a Bahia apresentou uma queda de 21,6% nas ocorrências tentadas e consumadas a instituições financeiras. Foram 11 casos a menos que no mesmo período do ano passado.

FONTE: Bahia Notícias

Gabrielle S Valentin

Bacharelanda em Direito pela Faculdade Estácio de Sá, Consultora da UNESCO (braço da ONU voltado para a educação) e empreendedora. Gosta de escrever e desenvolver atividades ligadas ao jornalismo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.